Blackburn surpreende e derrota Manchester United

O Manchester City ganhou o presente no dia do aniversário de 70 anos de Alex Ferguson. Neste sábado, em casa, o Manchester United foi surpreendentemente derrotado pelo Blackburn por 3 a 2, em partida válida pela 19ª rodada do Campeonato Inglês. Assim, o rival City termina 2011 na liderança da competição.

AE, Agência Estado

31 de dezembro de 2011 | 13h06

Os times de Manchester fazem uma disputa acirrada pelo título nacional e ambos estão com 45 pontos. Nesta rodada, o City, que está na frente por conta dos critérios de desempate, só vai entrar em campo no domingo, fora de casa, para enfrentar o Sunderland e poderá aumentar a sua vantagem na liderança do Campeonato Inglês graças ao Blackburn, que deixou a lanterna do torneio, mas segue na zona de rebaixamento, agora com 14 pontos.

O Blackburn começou a aprontar aos 15 minutos do primeiro tempo, quando Yakubu converteu cobrança de pênalti, sofrido por Samba, que foi derrubado na grande área por Berbatov. No restante da etapa inicial, o Manchester United sufocou o adversário. A equipe teve o controle da posse de bola e criou várias chances de gol, mas pecou nas finalizações.

Yakubu voltou a marcar aos cinco minutos da etapa final após jogada individual em que passou por vários marcadores. A reação do Manchester United foi imediata, com Berbatov completando, de cabeça, cruzamento do brasileiro Rafael aos seis minutos. O búlgaro fez o seu segundo gol no jogo aos 16 minutos. No lance, o equatoriano Valencia cruzou rasteiro e o atacante finalizou para as redes.

O Manchester United permaneceu no setor ofensivo e Valencia quase marcou o gol da virada. O Blackburn, porém, conseguiu marcar em um raro ataque, aos 34 minutos, com Hanley, de cabeça, que aproveitou falha do goleiro de Gea após cobrança de escanteio. No final, o time da casa sufocou o adversário, mas o Blackburn conseguiu manter a vantagem que lhe assegurou o surpreendente triunfo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.