Blanc admite discussão 'acalorada' após derrota francesa

Apesar da classificação para as quartas de final da Eurocopa, o clima na seleção francesa esquentou após a derrota para a Suécia, por 2 a 0, na última terça-feira, pela última rodada do Grupo D. Depois da partida, os jogadores se desentenderam, de acordo com o próprio técnico da equipe, Laurent Blanc.

AE-AP, Agência Estado

20 de junho de 2012 | 13h21

Blanc declarou que os jogadores iniciaram uma discussão, "que se tornou algo acalorado". Eles estavam inconformados pela forma com que a França atuou, já que a equipe foi completamente dominada pela já eliminada Suécia e só não caiu na primeira fase por causa do outro resultado do grupo: vitória da Inglaterra sobre a Ucrânia por 1 a 0.

Com o resultado, a seleção francesa passou às quartas de final como segunda colocada da chave e agora terá que enfrentar a Espanha, atual campeã mundial. A situação irritou jogadores mais experientes, como Malouda, que sequer quis falar com a imprensa após a partida. "No calor do momento havia o risco de eu dar declarações explosivas", explicou posteriormente.

Esta não é a primeira vez que a França tem problemas de comportamento durante uma competição importante. Na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, a seleção foi eliminada na primeira fase, mas antes viu o atacante Anelka ser excluído da delegação após desentendimento com o técnico Raymond Domenech. Revoltados com a decisão, alguns jogadores se recusaram a participar de treinamentos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEurocopaFrançaLaurent Blanc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.