Laurent Gillieron/AP
Laurent Gillieron/AP

Blatter, presidente suspenso da Fifa, é internado na Suíça

Motivo da hospitalização do dirigente ainda não foi divulgado

Jamil Chade, correspondente em Genebra, O Estado de S. Paulo

11 Novembro 2015 | 10h16

Joseph Blatter, presidente suspenso da Fifa, está internado. A informação foi veiculada nesta quarta-feira pela imprensa suíça, que aponta que o motivo da hospitalização não foi divulgado. Há uma semana, ele ja foi obrigado a passar por exames médicos, depois que sofreu um mal-estar. Pessoas próximas ao cartola indicaram que o suíço de 79 anos não teve de ser internado na ocasião e que apenas ficaria isolado e não teria contato nem mesmo com seus advogados por pelo menos uma semana. 

Agora, ele foi levado de volta ao hospital de Zurique para "investigações" sobre sua condição de saúde. Sua assessoria confirmou o mal-estar e explicou que os problemas estariam relacionados com o estresse sofrido nas últimas semanas.

Blatter, em maio, insistia que tinha "energia suficiente para mais um mandato de quarto anos" no comando da Fifa. Mas quando as prisões de cartolas ocorreram e a pressão da Justiça passou a ser real, o dirigente não escondia seu estado de fragilidade cada vez maior. 

Em agosto, em uma festa em seu vilarejo natal de Ulrichen, Blatter ganhou de presente uma vaca, símbolo da resistência para os agricultores suíços.

Na Fifa há 40 anos, o dirigente foi suspenso no mês passado depois que a Justiça da Suíça abriu investigações por corrupção. Na última semana, ele proliferou entrevistas para jornais ingleses, apontando para as "verdades" que teriam levado à sua queda. Numa delas, com o Financial Times, Blatter insistia que estava "tranquilo". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.