Sashenka Gutierrez/Efe - 11/11/2009
Sashenka Gutierrez/Efe - 11/11/2009

Blatter admite oposição, mas quer novo mandato na Fifa

Dirigente suíço de 73 anos afirma que não terminou sua missão e que espera continuar no cargo em 2011

AE-AP, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2010 | 15h50

Joseph Blatter reconheceu nesta quinta-feira que há oposição ao fato de ele estar prestes a lutar para ser reeleito para aquele que seria o seu quarto mandato seguido como presidente da Fifa, mas insistiu que quer mais tempo para fortalecer o esporte mais popular do mundo: o futebol.

Em uma conversa com jornalistas na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, Blatter admitiu que terá vários obstáculos a superar para se reeleger presidente no pleito marcado para junho de 2011, mas prometeu seguir adiante com a sua campanha.

"É óbvio que haverá candidatos para a presidência da Fifa em 2011, e há um candidato da Ásia", revelou o dirigente suíço de 73 anos, que desde 2008 preside a entidade que controla o futebol mundial.

"Sigo aqui [na Fifa] e espero seguir aqui em 2011. Não terminei a minha missão", reforçou Blatter, que evitou falar em nomes ao ser questionado sobre possíveis candidatos a sucedê-lo no cargo.

Mohamed Bin Hammam, presidente da Confederação Asiática de Futebol, seria um possível candidato a substituir o dirigente, que foi reeleito presidente da Fifa, sem oposição, em 2007, com o trunfo de ter conseguido reerguer financeiramente a entidade depois de um período de crise.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.