Blatter chega à Rússia em primeira viagem ao desde crise na Fifa

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, desembarcou nesta quinta-feira em São Petersburgo, na Rússia, em sua primeira viagem desde que veio à tona o escândalo de corrupção que causou a prisão de set cartolas da entidade, no fim de maio. O dirigente acompanhará no sábado o sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. 

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 14h36

"Estou contente de estar aqui", disse Blatter, em seu primeiro comentário fora da Suíça desde que visitou Israel em maio, antes de ser reeleito para o quinto mandato seguido - quatro dias depois, no entanto, ele anunciou que deixaria o cargo por conta da pressão pelas investigações de corrupção.

Blatter foi recebido pelo ministro do Esporte da Rússia, Vitaly Mutko, que chegou a criticar a dificuldade em conversar com a Fifa desde que o suíço anunciou que não continuaria no poder. "A comunicação com a Fifa não está tão simples quanto antes. Se levarmos em conta que haverá uma troca de administração em fevereiro, então se pode dizer que a comunicação está um pouco complicada. Mas em termos gerais não é tão crítica assim, podemos lidar com isso", comentou.

Desde 27 de maio, quando a polícia de Zurique prendeu sete dirigentes da Fifa e passou a investigar a sede da entidade, Blatter não compareceu a eventos importantes do futebol, com receio de ser extraditado para os Estados Unidos. O mandatário esteve ausente no Mundial Sub-20, realizado na Nova Zelândia, no Mundial Feminino, disputado no Canadá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.