Blatter defende indenização para clubes

O suíço Joseph Blatter, presidente da Fifa, afirmou, durante entrevista coletiva nesta terça-feira, que é a favor de os clubes serem indenizados quando têm de ceder seus jogadores para as seleções nacionais. A medida é reinvindicada há muito tempo pelos times mais fortes da Europa, mas nunca foi atendida. ?Na minha opinião, é preciso ter um mínimo de respeito com osclubes que colocam seus jogadores à disposição das seleções, e dar aeles uma parte da distribuição?, disse Blatter, contrariando a opinião defendida pela entidade nos últimos anos. O dirigente acha que as federações podem distribuir os lucros com os clubes que cedem os jogadores. Na próxima Copa do Mundo, cada federação receberá, no mínimo, 4,5 milhões de euros - o vencedor do Mundial levará cerca de 15,5 milhões de euros. ?As federações nacionais não devem pagar só aos jogadores, mas devem pensar também nos clubes?. Sobre a luta contra o racismo no futebol, o presidente da Fifa defende medidas mais duras. ?Temos que atuar rapidamente. Tem que tirar pontos da equipe culpada. Se possível, tem que ir até o rebaixamento. Uma sanção econômica não é a forma mais adequada?, contou Blatter.

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2005 | 15h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.