Michael Bulholzer/AFP
Michael Bulholzer/AFP

Blatter diz que assistirá jogo do Brasil contra a Costa Rica em São Petersburgo

Ex-presidente da Fifa recebeu convite do presidente russo Vladimir Putin para assistir partidas da Copa do Mundo

Jamil Chade, enviado especial / Moscou, O Estado de S.Paulo

17 Junho 2018 | 07h06

O suíço Joseph Blatter revelou neste domingo que irá viajar na semana que vem até São Petersburgo para assistir ao jogo entre Brasil e a Costa Rica, pelo Grupo E. Ao Estado, o ex-presidente da Fifa confirmou que estará na Copa do Mundo da Rússia, apesar da crise que eclodiu com os escândalos de corrupção em 2015 e sua queda do cargo máximo do futebol.

+ Zagueiro da Bélgica diz que tropeço contra o Panamá 'iniciaria uma crise'

+ Panamenhos apostam em contra-ataque e bola aérea para surprreender a Bélgica

+ Bélgica dispensa suplente e indica recuperação de Kompany

Já para o jogo deste domingo entre Brasil e a seleção suíça, do seu país, Blatter não estará presente. Mas faz questão de desejar "boa sorte" ao time de Neymar.

Por um acordo diplomático, Blatter não esteve presente na abertura da Copa do Mundo, a primeira desde que ele foi derrubado. Ávida por mostrar uma nova imagem, a Fifa fez de tudo para que a sombra do ex-presidente não ofuscasse a presença de Gianni Infantino ao lado de Vladimir Putin, do príncipe herdeiro saudita e outros chefes de estado.

Esta é a primeira em onze edições do torneio em que o suíço não tem papel de comandante ou organizador do evento. Mas, em entrevista exclusiva ao Estado, ele confessou: "ficarei com um pouco de saudades de não estar mais no púlpito".

 

Derrubado diante do pior escândalo de corrupção da história do esporte, Blatter deixou em 2015 seu reinado depois de quatro décadas como secretário-geral e, depois, presidente da entidade. Investigado, ele passou a evitar viagens e se concentrou em sua defesa.

Ainda assim, o presidente russo, Vladimir Putin, fez questão de lhe enviar um convite. O Kremlin chegou a dizer em 2015 que Blatter merecia o Prêmio Nobel da Paz. "Claro, será diferente e ficarei com um pouco de saudades de não estar mais no púlpito. Mas o futebol continua a ter um papel importante no mundo. Fico honrado de ter sido convidado", afirmou Blatter.

Além de jogo do Brasil, o suíço já indicou que irá para a partida Portugal x Marrocos, no dia 20 de junho, em Moscou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.