Blatter envia vídeo a Mandela para celebrar libertação

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, enviou uma mensagem em vídeo ao ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, que comemorou, nesta quinta-feira, 20 anos de sua libertação da prisão na África. O dirigente afirmou que o famoso estadista é o "maior símbolo da humanidade

AE, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 10h52

africana".

Personalidade maior da África, Mandela foi libertado do seu cárcere em 11 de fevereiro de 1990, depois de ficar 27 anos preso. No vídeo enviado, Blatter lembra a importância que a influente personalidade tem para a Copa do Mundo de 2010, torneio que começa em 11 de junho e será realizado na África do Sul.

"Você (Mandela) fez mais do que podia por seu país e seu continente, dedicou sua vida à aplicação dos direitos humanos e à democracia e liderou uma luta interminável para a libertação não só da sua gente, os sul-africanos, mas de toda a humanidade", ressaltou o mandatário da Fifa em um trecho da sua mensagem.

"Com este mesmo espírito, sua jovem nação realizará um grande torneio, com determinação e dignidade", reforçou Blatter, que ressaltou: "Acreditamos que a Copa do Mundo pode contribuir para o legado que você queria que ficasse para o seu país".

Em nota publicada em seu site oficial nesta quinta-feira, a Fifa destacou que a "libertação de Mandela, após 27 anos de cárcere, abriu também as portas para a celebração das primeiras eleições democráticas da África do Sul". A entidade ainda lembrou que, em maio de 1994, a famosa personalidade se tornou o primeiro presidente da história sul-africana que foi eleito de forma democrática.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.