Blatter fala sobre separação de Ronaldo

O presidente da Fifa, JosephBlatter comentou a vida pessoal de Ronaldo ao defender a tese doex-jogador Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador daCopa do Mundo de 2006, de que a Copa das Confederações ganhouimportância com a presença dos principais jogadores do mundo. Um jornalista lembrou a Blatter que Ronaldo e o argentino HernánCrespo estavam ausentes da competição. O presidente da Fifa nãoperdeu a pose e respondeu: "Embora uma ou outra seleção não tenha convocado um ou outrojogador as equipes são competitivas. Além disso, o caso de Ronaldo ea relação com seu treinador é muito especial. Pessoalmente acho queesse senhor (Ronaldo) está cansado por causa de seus problemas decasado", disse Blatter, referindo-se à separação recente do craque. Antes, Beckenbauer havia comentado a importância conquistada pelaCopa das Confederações este ano. "Todas as seleções vêm com o time titular. Não podemos compararcom 1999 quando nós (a seleção da Alemanha) fomos praticamente comuma equipe de turistas e o Brasil deixou de fora seus titulares",disse Beckenbauer. Blatter se disse satisfeito com o andamento dos preparativos paraa Copa e elogiou principalmente a reforma do Waldstadion, deFrankfurt, onde foi realizada a entrevista coletiva e onde serádisputada a partida de abertura da Copa das Confederações, napróxima quarta-feira, entre Alemanha e Austrália. Blatter brincou dizendo que há pouco tempo havia assistido a umapartida entre Eintracht Frankfurt e Duisburg no mesmo estádio eficou preocupado pensando que ali seria disputada a Copa. "Agora está tudo pronto e há poucos dias Franz Beckenbauer e eudemos os primeiros toques de bola no novo gramado", disseBlatter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.