Blatter rebate acusações de suborno

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, rebateu nesta quinta-feira as denúncias do diário inglês ?Daily Mail?, que o acusa de ter subornado o vice-presidente da Federação de Futebol da Somália, Mohiadin Hassan Ali, na eleição para a presidência da Fifa, em meados de 98, em substituição ao brasileiro João Havelange. ?Estão fazendo uma campanha de difamação e desestabilização contra a minha pessoa?, disse hoje ao desembarcar no aeroporto de Zurique proveniente de Tóquio.O presidente da entidade africana, Farah Adbo, revela ainda à reportagem inglesa que foi sondado para receber cerca de US$ 100 mil para votar em Blatter na ocasião contra seu concorrente, o sueco Lennart Johansson.A União Européia de Futebol (UEFA) solicitou nesta quinta-feira que sejam esclarecidas as responsabilidades a partir desta denúncia e ameaçou criar uma comissão para investigar a acusação. O norueguês Per Ravn Omdal, membro do comitê executivo da Fifa e da UEFA, foi designado para colocar a questão em pauta na reunião das entidades prevista para a próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.