Thomaz Marostegan/Guarani
Thomaz Marostegan/Guarani

Bloqueio por dívidas é mantido e Davó segue sem poder defender o Guarani

Atacante chegou à equipe de Campinas no fim de fevereiro e deste então vem participando dos treinamentos com o restante do elenco, mas sem poder atuar

Redação, Estadão Conteúdo

22 de março de 2021 | 21h10

O Guarani segue sem poder inscrever o atacante Matheus Davó. A empresa RDRN Participações e Empreendimentos LTDA não aceitou o pedido dos advogados do atacante para que fosse retirado o bloqueio de transferência no sistema de registro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Assim, Davó ainda não pode ser inscrito pelo Guarani no Campeonato Paulista. O atacante desembarcou no Brinco de Ouro da Princesa no fim de fevereiro e deste então vem participando dos treinamentos com o restante do elenco, porém sem poder jogar.

Emprestado pelo Corinthians até o fim do Estadual, Davó já desfalcou o Guarani contra Botafogo (vitória por 1 a 0), Red Bull Bragantino (empate por 1 a 1) e São Bento (empate em 0 a 0). Por conta de uma dívida do Guarani com a empresa RDRN Participações e Empreendimentos LTDA, a Justiça bloqueou os direitos econômicos de Davó e atrelou a sua liberação ao pagamento dessa dívida, o que ainda não aconteceu. O valor não foi revelado.

Na semana passada, os advogados de Davó entraram com um recurso pedindo a liberação do bloqueio junto à CBF para que o jogador pudesse trabalhar e o juiz deu cinco dias para que a empresa se manifestasse, o que aconteceu nesta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.