Boa atuação do ataque alivia o clima no Fluminense

Jogadores e técnico Renato Gaúcho festejam a vitória sobre o Volta Redonda pelo Campeonato Carioca

Leonardo Maia, O Estado de S. Paulo

30 de janeiro de 2008 | 18h49

A goleada por 5 a 1 sobre o Volta Redonda foi tudo o que o Fluminense e o técnico Renato Gaúcho precisavam para acalmar a precipitada insatisfação da torcida e as críticas ao esquema com três atacantes. Nesta quarta-feira, um dia depois da vitória, o clima era ameno nas Laranjeiras, onde os titulares fizeram apenas exercícios físicos enquanto os reservas participaram de um coletivo contra os juniores. "O Renato já havia dito que o time melhoraria a partir do quarto jogo e foi o que aconteceu", comentou o atacante Washington, autor de dois gols, um deles de falta. "Nosso entrosamento não é o ideal, mas está evoluindo a cada partida". O artilheiro do último Mundial de Clubes deu nota 8 para o desempenho da trinca ofensiva que forma com Dodô e Leandro Amaral, e indicou não ser muito fã da expressão "trio do ouro", criada para batizar o ataque tricolor. "Isso é coisa da imprensa para motivar a torcida. A gente não gosta muito. Somos grandes jogadores, mas temos que trabalhar cada vez mais para validar esse rótulo." Quem estava especialmente confiante e feliz era o lateral-esquerdo Junior Cesar, que recuperou a condição de titular já no quarto jogo do ano, mandando Gustavo Nery para o banco. "O time tem muita qualidade. Ao longo de todo o ano haverá muita disputa pelas posições. Hoje sou o titular, mas vou precisar manter o nível, pois o Gustavo é um ótimo jogador." Na sexta-feira, véspera de carnaval, o Fluminense pega o Boavista no Maracanã, pela quinta rodada do Estadual. Para não azedar a folia dos tricolores, será preciso mostrar a mesma seriedade da partida contra o Volta Redonda. "Ainda não sabemos muito sobre o Boavista, mas o Renato irá nos orientar até lá", admite Junior Cesar. "Mas uma certeza é que eles virão fechadinhos, para tentar levar um ponto daqui. Os pequenos sempre querem complicar contra os grandes."

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseCampeonato Carioca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.