Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Boa fase de Bruno Henrique é arma do Flamengo contra 'pedra no sapato' São Paulo

Após se recuperar da covid-19, atacante disputou nove jogos, com sete gols e três assistências

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2020 | 09h55

O São Paulo se tornou uma bela pedra no sapato do Flamengo. São cinco jogos sem ganhar dos paulistas e apenas dois triunfos nos últimos 10 jogos. Na temporada perfeita de 2019, por exemplo, foram duas igualdades. Neste domingo as equipes se reencontram, às 16 horas, no Maracanã, e os cariocas apostam na grande fase de Bruno Henrique para seguirem firmes na briga pela liderança.

Desde o retorno após se recuperar da covid-19, Bruno Henrique vem se destacando com a camisa do Flamengo. Foram nove jogos disputados e sete gols anotados, além de outras três assistências.

O atacante cumpriu suspensão diante do Internacional, na rodada passada, e agora volta ao time cheio de gás. Ele sabe que a concorrência por vaga vai crescer no elenco e não quer mais ficar fora.

A última vitória do Flamengo diante do São Paulo aconteceu em julho de 2017, por 2 a 0. De lá para cá foram duas derrotas e três empates. Tropeçar novamente neste domingo está fora dos planos na briga ponto a ponto com o Internacional pela liderança.

O técnico Domènec Torrent terá desfalques importantes. Os volantes William Arão e Thiago Maia estão suspensos e Rodrigo Caio, que voltaria à defesa, sofreu lesão na panturrilha. Gerson deve atuar mais recuado. João Gomes e Daniel Cabral lutam pela vaga de primeiro volante.

Éverton Ribeiro será o responsável único pela armação. Arrascaeta e Diego seguem tratando das contusões musculares e ainda não têm prognóstico de retorno.

Na frente, o espanhol optará pela manutenção do trio formado por Vitinho, Bruno Henrique e Pedro. A ordem é sufocar os paulistas e acabar com o recente retrospecto ruim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.