Boa fase e alto astral contagia Palmeiras

Sem novidades e sem grandes estrelas, o palmeirense, sem outro remédio, já começa a acreditar que é esse mesmo o time que vai levar o clube de volta à Primeira Divisão. O Palmeiras está com 17 pontos, ocupa a quinta colocação na Série B e tem chance de chegar ainda mais perto da liderança na 11ª rodada da competição, quando enfrenta o Joinville, com apenas 8 pontos.Enquanto as negociações para trazer o atacante "grandalhão e bom cabeceador" pedido pelo técnico Jair Picerni não são concretizadas, o jovem Vágner, de 19 anos, vai dando conta do recado. Vágner não participou do último jogo do Palmeiras, em que a equipe venceu o América-MG por 3 a 0. Além dele, os titulares Marcinho (volante) e Alessandro (lateral-direito), que também estavam suspensos, voltam ao time. O goleiro Marcos já se sente melhor da contusão na virilha e tem boas chances de jogar.Como há muito tempo não se via, o clima é dos mais otimistas no clube. O time não perde há sete jogos e está há dois pontos do Náutico, líder da Série B. Outro número significativo dos novos tempos no Palmeiras é que há exatos 272 minutos a defesa não sofre gols. O zagueiro Daniel tem uma explicação para tudo isso: "Demorou a ?cair a ficha? de que estamos na Segunda (Divisão), mas agora que o elenco tomou consciência da importância da competição, o futebol tende a melhorar cada vez mais."

Agencia Estado,

01 de julho de 2003 | 19h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.