Boa fase torna Alex artilheiro

A atuação do meia Alex na estréia do Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro só foi ofuscada porque o time mineiro acabou deixando escapar a vitória no final e permitiu o empate, por 2 a 2, do São Caetano. Mas serviu para mostrar que o jogador curitibano, a exemplo do que ocorreu no Campeonato Mineiro, deverá ser também na competição nacional o maestro do time do técnico Vanderlei Luxemburgo. Alex deixa claro que considera este o melhor momento de sua carreira no Cruzeiro. O meia, que não costuma ser artilheiro, já marcou 11 gols nesta temporada, entre eles os dois gols cruzeirenses na partida de domingo - sendo o primeiro um golaço, por cobertura, que ele próprio considerou o mais bonito que fez até agora com a camisa azul. ?Pela dificuldade e pelo pouco espaço que tive. Teve gente que falou até que eu tentei cruzar." O desempenho do atleta foi festejado nesta segunda-feira pelo técnico e pelos companheiros. ?Eu sou suspeito para falar dele. Quando a bola está em seus pés, ele é sensacional", disse Luxemburgo. No ano passado, o treinador avalizou junto à diretoria a contratação do meia, que teve uma primeira passagem apagada pela Toca da Raposa. Luxemburgo atribui a fase ?espetacular" de Alex à sua boa forma física e à pré-temporada adequada. ?O Alex está desequilibrando. Nós jogadores só temos a agradecer", reforçou nos elogios o zagueiro Thiago. Já o meia, embora não escondesse a satisfação pelo momento que vive, preferiu pedir apoio dos torcedores, que vaiaram a equipe após o empate no Mineirão. ?O jogador necessita de muito apoio do torcedor. Temos de formar um elo muito forte com a torcida."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.