Mailson Mantana/Fluminense FC
Mailson Mantana/Fluminense FC

Boa relação com empresários vira trunfo para Palmeiras com Scarpa

Proximidade com os agentes do jogador do Fluminense facilitam negociação pela vida do jogador; caso pode ter desfecho nesta quinta

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

14 Dezembro 2017 | 07h00

O Palmeiras está otimista com o desfecho positivo pela vinda do meia Gustavo Scarpa, do Fluminense, e se baseia, entre outros fatores, na boa relação com os agentes do jogador. A empresa OTB já intermediou para o clube a vinda de atletas como o atacante Dudu e o volante Bruno Henrique e nesta quinta-feira novamente se encontra com representantes da diretoria alviverde para definir mais uma negociação.

+ Zidane elogia Grêmio e prevê jogo difícil na final

+ Leia as últimas notícias de esportes

Os empresários responsáveis pela OTB, Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb, assim como o meia do Fluminense, vão se reunir com o Palmeiras para discutir detalhes da negociação. A tendência é o acordo ser concluído com o empréstimo do jogador por duas temporadas, com a contrapartida da ida de três jogadores para a equipe carioca. Os nomes possivelmente serão o atacante Róger Guedes, o meia Hyoran e o lateral Lucas, que já estava emprestado ao clube tricolor.

Além de Dudu e Bruno Henrique, dois integrantes atuais do elenco alviverde, a OTB também cuida da carreira do goleiro Weverton, do Atlético-PR, outro reforço que está perto de concluir detalhes da transferência para o Palmeiras. Os dois clubes envolvidos tentam acertar como pode ser feita a liberação do atleta já em janeiro, e não em maio, quando termina o contrato. A equipe curitibana exige uma compensação.

A boa relação entre o clube a empresa responsável pela carreira de Scarpa não foi abalada mesmo com um desentendimento nos últimos dias. O gerente de futebol do Palmeiras, Cícero Souza, havia dito em entrevista ao canal ESPN que o jogador pediu para ser feito contato com o time paulista, informação negada em nota pela OTB. "Ao contrário do que afirmou o dirigente, a Sociedade Esportiva Palmeiras foi quem procurou a empresa, representante do meia Gustavo Scarpa, para expressar interesse em sua contratação", diz o texto.

O interesse do Palmeiras por Gustavo Scarpa é antigo e começou no fim de 2016. Em fevereiro de 2017 o Fluminense recusou uma proposta da equipe paulista pelo meia e logo depois renovou contrato com o jogador até setembro de 2020. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.