Peter Cziborra|Reuters
Peter Cziborra|Reuters

Bob Bradley é demitido pelo Swansea após menos de três meses no clube

Técnico durou 11 partidas no comando do time do País de Gales

Estadão Conteúdo

27 de dezembro de 2016 | 18h32

Bob Bradley durou apenas 11 partidas no comando do Swansea City, time do País de Gales que disputa o Campeonato Inglês. O treinador norte-americano foi demitido nesta terça-feira, um dia depois de uma derrota por 4 a 1 para o West Ham, em casa, a quarta seguida na competição. Contratado em 3 de outubro, não ficou nem três meses no cargo.

Em 11 partidas, todas pelo Campeonato Inglês, o Swansea só ganhou duas, empatando outras duas. Foram sete derrotas no período, um desempenho que manteve o clube na zona de rebaixamento, onde já estava quando Bradley assumiu o lugar de Francesco Guidolin. Agora, ele vai embora deixando o time em penúltimo lugar, com 12 pontos, à frente do lanterna Hull City apenas pelo saldo de gols.

Bradley, de 58 anos, quebrou uma barreira histórica quando foi contratado pelo Swansea, tornando-se o primeiro treinador norte-americano na elite do futebol inglês. Ele comandou a seleção dos EUA entre 2006 e 2011 e, depois, treinou o Egito. Seu último trabalho havia sido no Le Havre, da França. No Swansea, comandava um elenco de respeito, com o goleiro Fabianski e o atacante Llorente.

Tudo o que sabemos sobre:
SwanseaCampeonato InglêsFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.