Divulgação
Divulgação

Bobby Charlton, ídolo do Manchester United e da seleção inglesa, é diagnosticado com demência

Mulher do ex-jogador, Norma, autorizou a divulgação da notícia sobre o diagnóstico do marido, que tem 83 anos

Redação, Reuters

01 de novembro de 2020 | 18h06

Segundo o jornal inglês The Telegraph, o ídolo do Manchester United e da seleção inglesa, o ex-jogador Bobby Charlton, de 83 anos, foi diagnosticado com demência. A notícia foi divulgada com autorização da mulher do jogador, Norma, que avalia ser possível alertar outras famílias sobre a importância do diagnóstico com antecedência.

Recentemente, Charlton perdeu seu irmão mais velho, Jack, e um ex-companheiro de equipe, Nobby Stiles. Ambos também tinham demência. Bobby Charlton foi eleito o melhor jogador do mundo ao receber o Ballon D'or em 1966, mesmo ano em que foi campeão mundial com a seleção inglesa. Aquela Copa foi disputada em seu país.

No Manchester United, Charlton conquistou a primeira Liga dos Campeões da equipe, em 1968, marcando dois gols na final contra o Benfica, de Portugal, além de ter sobrevivido ao desastre de Munique que matou oito companheiros da sua equipe. O jogador detinha o recorde de gols marcados pela seleção inglesa e pelo Manchester United até que Wayne Rooney o superou. Bobby Charlton foi nomeado cavaleiro do Reino Britânico em 1994.

Saiba mais sobre a doença

1. O que é demência?

É uma doença mental que causa prejuízo cognitivo, de acordo com informações da Associação Brasileira de Alzheimer. O paciente com demência pode apresentar sintomas como alterações na memória, dificuldades de raciocínio e também mudanças em seu comportamento ou personalidade.

2. Quais são os fatores de risco?

Hipertensão, diabetes, obesidade, tabagismo e sedentarismo estão entre os fatores de risco para a doença. Pessoas com alta escolaridade tendem a apresentar os sintomas mais tarde.


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.