Bobby Charlton será homenageado pela Uefa

O ex-jogador Bobby Charlton será homenageado pela Uefa na quarta-feira, antes da partida entre Manchester United e Arsenal, pelas semifinais da Liga dos Campeões. O prêmio presidencial ao inglês será entregue pelo francês Michel Platini.

AE, Agencia Estado

28 de abril de 2009 | 17h37

Bobby Charlton, que é atualmente diretor do Manchester United, conquistou o título da Liga dos Campeões pelo clube em 1968, dez anos após sobreviver ao acidente aéreo que matou sete jogadores da equipe.

"É um grande privilégio para mim entregar o Prêmio da Presidência da Uefa para um cavalheiro e extraordinário embaixador do nosso esporte como Sir Bobby Charlton", disse Platini, presidente da Uefa. "Sir Bobby representa tudo o que é bom para o jogo de futebol: fair-play, respeito e fidelidade à verdade", completou.

Charlton, que jogou pelo Manchester United entre 1953 e 1973, foi um dos responsáveis pela conquista da Copa do Mundo de 1966 pela Inglaterra. Ele marcou 49 gols em 106 partidas pela seleção. "Estou honrado em receber este prêmio de presidente da Uefa. Muitos dos mais memoráveis jogos que eu estive

envolvidos como jogador e dirigente foram em competições da Uefa. Não há dúvida que o Campeonato Europeu - agora a

Liga dos Campeões - tem um lugar especial no meu coração", agradeceu.

Alfredo Di Stefano, ex-Real Madrid, foi o último jogador a ser homenageado pela Uefa. "É um verdadeiro privilégio acompanhar um dois nomes do futebol", disse Charlton.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolUefaBobby CharltonUefa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.