Bobeada em casa pode custar caro, diz Alex Mineiro

Para atacante, Palmeiras tem começar a se preocupar com os pontos perdidos em casa

26 de janeiro de 2008 | 23h01

Após o empate por 2 a 2 com o Mirassol, na noite deste sábado, o atacante Alex Mineiro admitiu que a situação do Palmeiras começa a se complicar no Campeonato Paulista. Com o resultado, o time chegou a oito pontos, já está quatro atrás da líder Ponte Preta e pode deixar a zona de classificação para a segunda fase.   Veja também:  Palmeiras tropeça ao empatar por 2 a 2 com o Mirassol   "O campeonato paulista e muito difícil, então não podemos bobear", disse o atacante palmeirense. "Foi um resultado ruim. Empatar dentro de casa não é bom, ainda mais quando estávamos vencendo e tomamos um gol de contra-ataque", continuou Alex Mineiro.   "Faltou acabar com o jogo depois que fizemos o segundo gol. Ali tinha que ter parado o jogo toda hora, ficar fazendo faltinhas, parando a bola, tocando de lado quando tiver a posse da bola", analisou Alex Mineiro, que eximiu o ataque de culpa pelo resultado.   "Hoje [sábado] marcamos dois gols, apesar da marcação deles ser boa, então não acho que o problema seja o ataque", disse. "Mas acho que eles também tiveram mérito, marcaram bem os nossos jogadores e conseguiram fazer dois gols".   Para o zagueiro Dininho, o problema do Palmeiras é a inconstância. "Dominamos o primeiro tempo e fomos dominado no segundo. Agora precisamos trabalhar para dominar os dois tempos."   Já o técnico Vanderlei Luxemburgo espera tirar algo de positivo no empate em casa. Este resultado vai servir de exemplo para a gente aprender. Não podemos estar vencendo o jogo e tomarmos dois gols em contra-ataque", disse o treinador, que acredita que o Palmeiras não esteve ameaçado em nenhum momento no jogo. "Não vi o Diego trabalhar tanto. Acho que ele não precisou jogar tanto assim, apesar de termos sofrido dois gols."  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.