Bobô deve substituir Evaristo no Bahia

A surpreendente troca do técnico Evaristo de Macedo do Bahia pelo Vasco, deixou seus dois amigos pessoais no clube baiano, o presidente Marcelo Guimarães e o conselheiro Paulo Maracajá, inconsoláveis. Os dois dirigentes convidaram o ex-jogador Bobô, campeão nacional pelo Bahia em 89 para estrear na profissão de técnico, assumindo o time a partir de segunda-feira. "Para mim isso é mau-caratismo", disse Marcelo Guimarães sobre a atitude de Evaristo, que havia acertado a renovação do seu contrato para a terceira temporada e ontem, através de um fax de quatro linhas comunicou que não tinha mais interesse em continuar no Bahia por "problemas pessoais". O conselheiro Paulo Maracajá, que presidia o clube na campanha de 89, quando Evaristo levou o Bahia a levantar o campeonato nacional, também não se conteve: "Estou surpreso e triste", definiu. Na manhã de hoje Guimarães e Maracajá convidaram Raimundo Nonato Silva, o Bobô, que coordena as divisões de base do Bahia para assumir o comando técnico da equipe principal. O ex-jogador pediu 72 horas para dar uma resposta, mas deve aceitar. "Eu vinha me preparando para isso e até o domingo à tarde decido", disse Bobô que, aos 39 anos, fará sua estréia como técnico de futebol.

Agencia Estado,

04 de janeiro de 2002 | 13h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.