Marcelo Endelli / AFP
Marcelo Endelli / AFP

Boca Juniors e River empatam em clássico antes das semifinais da Libertadores

Partida em La Bombonera teve dois gols e uma expulsão para cada uma das equipes

Redação, Estadão Conteúdo

03 de janeiro de 2021 | 00h04

Rivais de Palmeiras e Santos nas semifinais da Copa Libertadores, a partir do próximo meio de semana, Boca Juniors e River Plate entraram em campo neste sábado, no Estádio La Bombonera. E empataram por 2 a 2 em um clássico bastante movimentado, com três gols no segundo tempo e duas expulsões, em jogo foi válido pela Copa Diego Maradona.

Foi assim como se passou a se chamar a Copa da Liga Profissional após o falecimento do craque. E o empate deixou tudo embolado no Grupo A da Fase Campeão do torneio. A uma rodada do fim, os rivais estão empatados na liderança com oito pontos. Só um time avançará à final, sendo que os últimos compromissos vão ser disputados no próximo sábado, novamente em meio aos confrontos das semifinais da Libertadores.

Mesmo com a proximidade dos confrontos da Libertadores, os rivais escalaram praticamente a força máxima neste sábado, com uma exceção sendo Tevez, que, ainda assim, foi acionado por Miguel Angel Russo durante o segundo tempo.

Em campo, os rivais apresentaram estilos quase opostos: o River tocava bem a bola, valorizava a posse e jogava pelos lados do campo. Já o Boca aproveitava os espaços do adversário e exibiu mais eficiência.

Inicialmente dominado pelo River, o Boca saiu na frente aos dez minutos, com um gol marcado por Ramon Abila, completando um cruzamento de Emmanuel Mas. O clássico ficou mais movimentado na etapa final, com o visitante passando a ter vantagem numérica aos 13, após a expulsão de Jorman Campuzano. Mas demorou a aproveitá-la.

Só que em um intervalo de três minutos, o River conseguiu a virada. E com dois gols de cabeça. Eles foram marcados por Federico Girotti, aos 29, e Borré, aos 32, após cruzamentos de Montiel e Ignacio Fernández, respectivamente.

Só que aí o River também teve um jogador expulso, Enzo Peres, deixando cada time com dez jogadores em campo. E o Boca foi eficiente para arrancar o empate em uma jogada construída por Tevez e concluída por Sebastian Villa aos 41 minutos.

Agora, os times se concentram de vez nos confrontos com os times paulistas, ambos na Argentina. Na terça-feira, o River Plate vai receber o Palmeiras em Avellaneda. Já no dia seguinte, o Santos atuará no estádio que foi palco do clássico desse sábado para atuar diante do Boca Juniors.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.