Boca Juniors goleia e Palermo supera marca histórica

Boca Juniors goleia e Palermo supera marca histórica

O atacante Martín Palermo pôde comemorar duplamente na noite desta segunda-feira. Além de o Boca Juniors golear o Arsenal por 4 a 0 e afastar a crise, o jogador marcou dois gols e se tornou o maior artilheiro da história do clube. Aos 36 anos, Palermo chegou a 220 gols marcados pelo Boca e ultrapassou Roberto Cherro, que fez o último de seus 218 gols pelo time ainda em 1938.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2010 | 23h33

O veterano goleador foi fundamental para a goleada do Boca, que voltou a vencer após três derrotas seguidas pelo Torneio Clausura do Campeonato Argentino. Logo aos nove minutos, ele fez 1 a 0 ao concluir a boa jogada de Riquelme, outro ídolo da torcida. Depois que Chávez ampliou na sequência, o próprio Riquelme marcou no segundo tempo e Palermo fechou a goleada, aos 16 minutos.

Com a vitória, o Boca foi a 14 pontos e ocupa agora a 14.ª posição na tabela. A goleada aliviou a crise que havia se instalado após a derrota por 3 a 0 para o Colón, sofrida na última quinta-feira. Apesar de não correr risco de rebaixamento, o técnico Abel Alves deixou o time na sexta e a equipe foi comandada de forma interina por Roberto Pompei nesta segunda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.