Boca Juniors vence e abre vantagem na fase semifinal

Um dos clubes mais temidos e respeitados na Copa Libertadores, com nada menos que seis títulos, o Boca Juniors ficou mais próximos de se classificar para mais uma final da competição continental ao derrotar a Universidad de Chile por 2 a 0, nesta quinta-feira, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, no duelo de ida das semifinais.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2012 | 22h40

Com o resultado, o Boca Juniors pode até perder por um gol de diferença na partida de volta, na próxima quinta, desta vez no estádio Nacional, em Santiago, para avançar à decisão. Caso perca por dois gols de diferença, mas marcando gol, o clube argentino também se classifica. Um novo 2 a 0, mas para a Universidad de Chile, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Em campo, com as presenças ilustres de várias personalidades - entre eles o craque Diego Maradona, os atacantes Carlitos Tevez e Martín Palermo (já aposentado) e o tenista Juan Martin del Potro -, o Boca Juniors foi muito superior aos chilenos e logo aos 15 minutos de jogo abriu o placar com o centroavante uruguaio Santiago Silva, que recebeu dentro da área um cruzamento pelo lado direito, dominou a bola, girou o corpo e chutou rasteiro e forte no canto esquerdo do goleiro Johnny Herrera.

Na segunda etapa, a Universidad de Chile avançou um pouco a marcação, mas mesmo assim sofreu com a pressão do Boca Juniors por mais gols. E o time argentino conseguiu mais um, aos 10 minutos, em uma falha de Johnny Herrera, que espalmou para frente um chute de Walter Ervitti e não defendeu o rebote obtido pelo ala esquerdo Sánchez Mino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.