Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Boca Juniors vence Tigre e é campeão argentino pela 31.ª vez

Título veio com uma roda de antecipação

Estadão Conteúdo

01 Novembro 2015 | 21h17

O Boca Juniors venceu o Tigre por 1 a 0, neste domingo, jogando em La Bombonera, e conquistou com uma rodada de antecipação o seu 31.º título do Campeonato Argentino. Monzón foi o autor do único gol da partida.

Além da vitória sobre o Tigre, o Boca ainda contou com uma derrota do Rosario Central para o Banfield, por 2 a 1, para garantir a vantagem matemática - 64 a 56 pontos. O San Lorenzo, que também brigava pela taça, bateu o Temperley por 2 a 0, mas já não consegue alcançar o time xeneize, pois foi a 58 pontos.

O principal responsável pela festa da torcida foi Monzón, que fez o gol do título aos 41 minutos do primeiro tempo, de cabeça, ao se antecipar ao goleiro adversário em cruzamento da direita e cabecear forte para as redes.

De volta ao Boca Juniors após 12 temporadas, Carlitos Tévez voltou a comemorar um título com o time que lhe alçou para o mundo e onde havia sido campeão argentino do Torneio Apertura em 2003, além de ter também levantado as taças da Libertadores e do Mundial no mesmo ano.

Agora com a faixa de campeão no peito, o Boca Juniors cumpre tabela contra o Rosário Central, time que poderia brigar pelo título na 30.ª e última rodada, no próximo sábado. Além do troféu, o time de Tévez assegurou uma vaga na Copa Libertadores da América 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.