Boca paga o dobro do prêmio do Santos

O prêmio que os jogadores argentinos receberão se forem campeões da Libertadores será quase o dobro do que o Santos pagará ao seu elenco em caso de conquista do título. Se para o time brasileiro o troféu vale US$ 500 mil para ratear entre os jogadores, no Boca Juniors vale US$ 925 mil.A diretoria do clube argentino entrega ao elenco metade do que arrecada, descontadas as despesas. Caso o time seja campeão, o Boca receberá US$ 600 mil da Confederação Sul-Americana de Futebol e US$ 1 milhão da Toyota (patrocinadora da competição).Além disso, o clube arrecadou US$ 250 mil com a venda de ingressos na partida de ida contra o Santos, quarta-feira passada na Bombonera. A metade desse valor será dividida pelos jogadores se ganharem o título.A premiação é paga fase a fase - sempre com o clube entregando metade do faturamento líquido ao elenco. Assim, apenas em cotas pagas pela Conmebol, os jogadores já dividiram US$ 492,5 mil. Sem contar as rendas das partidas em que o time foi mandante.Na primeira fase, a Conmebol entregou a cada clube US$ 105 mil por mando de jogo (foram três partidas). A cota subiu para US$ 140 mil nas oitavas-de-final, US$ 180 mil nas quartas e US$ 250 mil na semifinal.O modelo de premiação do Boca Juniors está em vigor desde 2000, quando o clube conquistou sua primeira Libertadores na "era Bianchi". E os jogadores nem pensam em negociar uma mudança, porque estão satisfeitos com o que o clube lhes oferece.

Agencia Estado,

01 de julho de 2003 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.