Boca segura a lanterna na Argentina

O Boca Juniors teve momentos brilhantes, no ano 2000, ao ganhar a Taça Libertadores da América, o Mundial Interclubes e o Torneio Abertura do Campeonato Argentino. Mas parece ter virado o fio. A equipe do técnico Carlos Bianchi não acerta o pé e amarga a lanterna no Clausura, equivalente à segunda fase do campeonato nacional da temporada. O mais recente episódio da queda do Boca surgiu na noite de sábado, com a derrota por 1 a 0 para o Almagro, adversário para o qual não perdia desde 1938. O gol da vitória histórica foi marcado por Bevacqua aos 34 minutos do segundo tempo. O Boca vendeu várias de suas estrelas - entre elas o goleador Palermo - e atuou com muitos juvenis recém-promovidos. A escolha foi de Bianchi, que aposta tudo na conquista do bicampeonato sul-americano. Como consequência dessa política, o Boca tem 6 pontos e divide a lanterna com Los Andes e Belgrano. O Los Andes perdeu à noite por 2 a 0 para o River Plate - líder, com 16 pontos -, mas o Belgrano tem chance de subir, porque enfrenta terça-feira o Argentinos Juniors, no encerramento da 7.ª rodada. Também jogam Colon x Independiente. Os demais resultados: Lanús 4 x San Lorenzo 5, Estudiantes 3 x Rosario Central 0, Newell?s 0 x Gimnasia 0, Velez 2 x Talleres 0, Racing 0 x Union 0 e Huracán 0 x Chacaritas Jrs. 0.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.