Boca segura empate sem gols e pega o Corinthians na final da Libertadores

Time argentino elimina Universidad de Chile na semifinal e agora enfrenta o Corinthians na decisão do torneio

estadão.com.br,

21 de junho de 2012 | 23h13

O Boca Juniors será o adversário do Corinthians na final da Copa Libertadores 2012. Nesta quinta-feira, o time argentino visitou a Universidad de Chile em Santiago, empatou em 0 a 0, e avançou à sua décima decisão continental. No jogo de ida, em Buenos Aires, os donos da casa haviam vencido por 2 a 0.

Contra o Corinthians, o Boca vai tentar realizar um sonho antigo: se igualar ao Independente como maior campeão da história da Libertadores. O time de Riquelme tem seis conquistas, a última delas em 2007. Destas, quatro foram em finais contra brasileiros: Cruzeiro (1977), Palmeiras (2000), Santos (2003) e Grêmio (2007).

Assim, o primeiro jogo da decisão da Libertadores será na próxima quarta-feira, na temida La Bombonera. A volta acontece uma semana depois, no Pacaembu. Por conta do regulamento, não há o critério de "gol fora" na decisão. Dois empates, por exemplo, independente por quais placares, levam o segundo jogo para a prorrogação.

O JOGO - Como o Boca Juniors não tinha medo de atacar e a Universidad de Chile precisava fazer pelo menos dois gols, a partida foi aberta em Santiago. No primeiro tempo, os argentinos foram mais perigosos e quase abriram o placar em dois lances.

Aos 7 minutos, Riquelme chutou de longe e acertou o travessão chileno. Aos 27, Mouche saiu na cara do goleiro Jhonny Herrera (ex-Corinthians), teve tempo de escolher o canto, mas chutou em cima do rival.

Na segunda etapa, o jogo ficou ainda melhor, com diversas chances para os dois lados. Os chilenos acertaram duas bolas na trave. Uma delas aos 16, com Díaz, outra aos 35, com Ruidíaz. Nos acréscimos, Cvitanich perdeu ótima chance de fazer o gol da vitória argentina.

MINUTO A MINUTO

SEGUNDO TEMPO

48 min - Fim de jogo! 0 a 0 e Boca Juniors se classifica para a final da Copa Libertadores!

46 min - Cvitanich pede gol feito! Na cara do goleiro ele chutou para fora.

45 min - Os 4 mil torcedores do Boca presentes já fazem a festa em Santiago.

42 min - Boca leva inúmeros sustos e a bola não entra por milagre.

41 min - Cvitanich vê Herrera adiantado e tenta do meio-campo. Mas é só tiro de meta.

39 min - Já não há mais tática, mas o Universidad acredita no milagre.

36 min - Outra bola no travessão do Universidad! Ruy Diaz chutou forte e quase fez.

35 min - Boca abre mão do ataque e sofre pressão.

30 min - Universidad se equivoca e erra muitos passes no ataque. Enquanto isso o tempo passa eo Boca fica cada vez mais perto da vaga para a final.

26 min - Henriques cabeceou sozinho! Orion faz outra boa defesa e garante o empate para o Boca.

24 min - Começa a surgir o desespero no time chileno, que precisa de dois gols para ir aos pênaltis.

20 min - Defesa do Universidad está mais segura no primeiro tempo e Riquelme não tem mais toda aquela liberdade. Pressão chilena aumenta.

15 min - Universidad voltou com mais vontade, mas esbarra na dificuldade em atravessar a boa defesa argentina. Quando consegue, Orion está operando milagres.

12 min - Riquelme perde boa chance de frente pro gol. Ele pegou mal na bola. O jogo está muito aberto no segundo tempo.

9 min - No travessão! Ubilla acabou de entrar no Universidad e cobrou falta perigosa! No contra-ataque, Mouche perdeu um gol cara a cara com o goleiro.

3 min - Jogo volta movimentado! Cada time já teve uma chance de gol, mas a mais perigosa novamente foi do Boca, que dita o ritmo e tem o jogo na mão.

1 min - Recomeça o jogo. Está valendo o segundo tempo!

PRIMEIRO TEMPO

46 min - Termina o primeiro tempo. O Boca foi melhor, dominou, anulou o adversário e esteve mais perto do gol. No segundo tempo vai apostar nos contra-ataques, já que a Universidad precisa vencer por no mínimo 2 a 0 para ir aos pênaltis.

41 min - Até agora segue 0 a 0 e Boca está se classificando para a sua décima final de Copa Libertadores.

35 min - Equipe argentina domina o jogo e está mais perto do gol que o Universidad. Triangulações no ataque quando passam pelos pés de Riquelme são muito perigosas. O Boca só não está na frente pelo pouco aproveitamento ofensivo de Mouche.

32 min - Boca consegue recuperar a bola e sair em grande velocidade e assim, pega a defesa do Universidad muito desprotegida. O time chileno está com dificuldade de armar jogadas e trocar passes.

27 min - Mouche perde grande chance! Ele desperdiçou frente a frente com Herrera ao chutar em cima do goleiro. Faltou calma ao atacante do Boca. A equipe argentina aposta no contra-ataque e quando a bola passa por Riquelme, é sinônimo de perigo.

23 min - Grande defesa de Orion! O goleiro do Boca se esticou todo para defender a cabeçada de Fernandez. Por pouco o time da casa não abre o placar na sua primeira chance clara de gol.

20 min - Boca aposta em lançamentos longos e perigosos e já esfriou o ânimo inicial do time da casa. Até agora os argentinos estão se classificando.

14 min - Mouche desperdiça outra chance para o Boca. Na área ele chutou cruzado, mas bem fraco. O goleiro defendeu facilmente. Boca é mais incisivo e cria as melhores chances. Apesar de ter menos posse de bola, praticamente não leva sustos.

12 min - Universidad tenta colocar os nervos no lugar e já consegue criar chances melhores. Os passes em profundidade e a marcação na saída de bola são as armas da equipe.

8 min - Riquelme chuta no travessão! O Boca desceu bem pela esquerda e Mouche deu lindo passe para o camisa 10. Quase que o time argentino abre o placar!

5 min - Jogo por enquanto é nervoso e com muitas faltas. Boca tenta desacelerar o ímpeto dos chilenos.

1 min - O Boca dá a saída. Bola rolando em Santiago!

ESCALAÇÕES

Universidad de Chile: Johnny Herrera; Rodriguez, Gonzalez (Magalhães), Rojas, Mena; Diaz, Aránguiz, Marino, Castro (Ubilla), Fernandes (Ruy Diaz) e Henriquez. Técnico: Jorge Sampaoli

Boca Juniors: Orion; Roncaglia, Schiavi, Caruzzo, Clemente Rodríguez; Somoza, Ledesma (Rivero), Erviti, Riquelme; Santigo Silva (Viatri) e Mouche (Cvitanich). Técnico: Julio Cesar Falcione

Local: Estádio Nacional - Santiago (Chile)

Cartões Amarelos: Rojas, Santigo Silva, Riquelme, Schiavi, Roncaglia, Herrera

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.