Divulgação
Divulgação

Boca vence o Vélez e se garante na fase de grupos da Libertadores

Equipes acabaram empatadas no ranking geral de 2014 e em jogo-extra em Mar del Plata, vitória por 1 a 0 classifica time hexacampeã

Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2015 | 08h29

Um dos maiores vencedores da Libertadores em todos os tempos, o Boca Juniors estará na fase de grupos da competição da temporada 2015. Na noite de quarta-feira, a equipe derrotou o Vélez Sarsfield por 1 a 0 em um confronto de desempate, realizado em Mar del Plata, e se garantiu no Grupo 5 da competição.

Boca e Vélez tiveram que se enfrentar depois de uma contestada decisão da Associação de Futebol Argentino (AFA). As duas equipes terminaram empatadas em pontos no ranking geral da última temporada. O Vélez dizia que a vaga era dele porque possuía melhor saldo, mas a entidade cravou a necessidade de um jogo de desempate.

Se tivesse vencido, o Vélez Sarsfield se garantiria na chave 5 e o Boca iria para a fase preliminar da Libertadores por ter alcançado a melhor campanha argentina na Copa Sul-Americana, atrás apenas do campeão River Plate, que já tinha vaga direta no torneio continental. Como o time de La Bombonera saiu vencedor, quem herdou a vaga na fase preliminar foi o Estudiantes, justamente por seu desempenho na Sul-Americana.

Melhor no primeiro tempo da última quarta-feira, o Boca chegou ao gol da vitória aos 34 minutos. Nicolás Colazo recebeu pela esquerda, cortou a marcação e acertou um lindo chute de fora da área, no ângulo. Na etapa final, o Vélez até ameaçou uma pressão, mas o rival se fechou bem e garantiu o resultado.

Com isso, os representantes argentinos na Libertadores serão: Huracán, Estudiantes (estes estão na fase preliminar), San Lorenzo, Boca Juniors, River Plate e Racing. O Boca estará no Grupo 5, ao lado de Zamora (Venezuela), Wanderers (Uruguai), e do vencedor do duelo entre Palestino (Chile) e Nacional (Uruguai). Já o Estudiantes duelará com o Independiente del Valle (Equador) para decidir quem vai à fase de grupos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.