Jane Hahn/The New York Times
Jane Hahn/The New York Times

Bola de Ouro em 1995, George Weah é eleito senador na Libéria

Ex-atacante do Milan teve 78% dos votos e realiza sonho de ganhar um pleito depois da derrota na corrida pela presidência em 2005

Estadão Conteúdo

27 de dezembro de 2014 | 16h09

O presidente da Comissão Eleitoral da Libéria, Jerome Korkoya, anunciou neste sábado que o ex-atacante George Weah, vencedor do prêmio Bola de Ouro em 1995, venceu a disputa por uma vaga no Senado que também estava sendo pleiteada pelo filho da presidente do país, Robert Sirleaf. Weah recebeu 78% dos votos, enquanto o rival ficou com quase 11%. "A conclusão do processo eleitoral é o fim de uma jornada crucial", comentou Korkoya.

As eleições, originalmente marcadas para outubro, foram adiadas para dezembro em função do surto de Ebola no país, que matou quase 3,4 mil pessoas. Weah, de 48 anos, disputou a eleição presidencial na Libéria em 2005 e chegou a vencer o primeiro turno, mas na segunda etapa perdeu para a atual presidente, Ellen Johnson Sirleaf, que posteriormente foi reeleita em 2011. 

Considerado um dos maiores jogadores africanos da história, Weah conquistou títulos em alguns dos maiores clubes da Europa, como Paris Saint-Germain, Milan, Chelsea, Manchester City e Olympique de Marselha. Pelo PSG, foi o artilheiro da edição 1994/95 da Liga dos Campeões. 

Individualmente, o ex-jogador foi eleito o melhor jogador da África em 1989, 1994 e 1995. No ano de 1996 ganhou o prêmio de melhor africano do século. Suas maiores conquistas aconteceram em 95, quando foi escolhido para receber a Bola de Ouro e eleito Melhor Jogador do Ano pela Fifa - na época as duas premiações ainda não estavam unificadas.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolLibériaGeorge Weah

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.