Andreas Gebert / Reuters
Andreas Gebert / Reuters

Em prévia da Bola do Ouro, Lewandowski é eleito melhor do ano pela IFFHS pelo 2º ano seguido

Atacante do Bayern leva a melhor sobre Messi e Jorginho e iguala feito de do holandês Marco Van Basten, ex-Milan, que recebeu o prêmio em 1988 e 89

Redação, Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2021 | 11h24

Robert Lewandowski levou a melhor sobre Messi e Jorginho e, pelo segundo ano seguido, foi eleito o melhor jogador do mundo pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). A escolha é uma prévia do que pode se repetir na Bola de Ouro, da revista France Football, e no The Best, da Fifa.

O centroavante polonês do Bayern de Munique iguala o feito do também atacante Marco Van Basten. O holandês que brilhou no Milan levou dois prêmios seguidos da IFFHS em 1988 e 89. Únicos da história com tal reconhecimento pelo instituto que carrega a chancela da Fifa.

Lewandowski já anotou 64 gols pelo Bayern de Munique em 2021, sendo artilheiro do clube no Campeonato Alemão e também na Liga dos Campeões, e surge como grande favorito para ganhar a Bola de Ouro, que será concedida na próxima semana.

Mesmo com campanhas para o francês Benzema e alguns apontando que Messi pode ser o escolhido pela France Football, o atual momento do polonês, eleito o melhor em 2020, acena com mais um triunfo. O brasileiro naturalizado italiano Jorginho corre por fora após conquistar a Eurocopa com a Itália e a Liga dos Campeões com o Chelsea.

"Pelo segundo ano consecutivo, Robert Lewandowski é coroado como o melhor jogador do mundo IFFHS! O artilheiro da Polônia e do Bayern conquistou o Prêmio 2021 com grande margem de vantagem para Lionel Messi e Jorginho", informou o IFFHS.

Nenhum brasileiro aparece no Top 10, que teve o belga De Bruyne em quarto, seguido pelo egípcio Mohammed Salah, o francês Mbappé, o português Cristiano Ronaldo, o também francês Kanté, o goleiro italiano Donnarumma e o norueguês Haaland. Neymar, mais uma vez, não foi lembrado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.