Ricardo Moares| Reuters
Ricardo Moares| Reuters

Boliviano que deu cotovelada em Neymar critica soberba do brasileiro

'Para ser o melhor do mundo, ele precisa respeitar mais seus adversários', diz Yasmani Duk

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2016 | 13h54

O atacante boliviano Yasmani Duk, responsável por dar uma cotovelada que provocou um sangramento no rosto de Neymar, criticou neste sábado o comportamento do atacante da seleção brasileira. Em entrevistas à imprensa da Bolívia, o jogador negou a intenção de machucar o adversário durante jogo na última quinta, em Natal, mas acusou o camisa 10 de ser arrogante e desrespeitoso.

"Para ser o melhor do mundo, ele precisa deixar de lado a soberba, precisa respeitar mais seus adversários", disse Duk. A Bolívia perdeu a partida na Arena das Dunas por 5 a 0, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Antes do lance que causou o sangramento no supercílio de Neymar, o brasileiro tinha feito um gol e dado passes para outros dois. Após a agressão, Tite promoveu a entrada de Willian na vaga do atacante.

Apesar da crítica ao comportamento de Neymar, o atleta boliviano garantiu não ter planejado acertar o adversário com uma cotovelada no rosto. "Futebol é contato. Percebi a jogada que ele faria e apenas abri o braço, nem me dei conta de que havia pegado no meu cotovelo. Infelizmente, aconteceu", explicou. O brasileiro já tinha discutido com adversários no primeiro tempo, quando recebeu o cartão amarelo e terá de cumprir suspensão na próxima rodada das Eliminatórias.

Na terça-feira, o Brasil enfrenta a Venezuela em Mérida. Já a Bolívia, recebe o Equador, em La Paz. A equipe do técnico Tite deve ter Willian como titular na vaga de Neymar, que já deixou a delegação do Brasil em Natal e viajou para Barcelona.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.