Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Bom desempenho de reservas e testes bem-sucedidos empolgam o Cruzeiro para 2019

Equipe foi mais uma vez comandada por Sidnei Lobo enquanto Mano Menezes está afastado para realizar um tratamento de saúde

Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2018 | 10h42

Ao levar a campo um time repleto de reservas no triunfo do Cruzeiro por 3 a 0 sobre o Vitória, nesta quarta-feira à noite, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro, o auxiliar técnico Sidnei Lobo explicou que essa opção já começou a visar a temporada de 2019. Com a vaga na Copa Libertadores garantida pelo fato de a equipe ter conquistado o título da Copa do Brasil, a comissão liderada por Mano Menezes, afastado para realizar um tratamento de saúde, está aproveitando para promover testes em seu elenco.

"O jogo de hoje, como estava bem encaminhado, eu priorizei colocar os mais jovens, que não atuaram. Demos oportunidades para a gente já ir vendo, porque mais para frente a gente pode contar com um ou com outro", afirmou Sidnei Lobo, que também justificou a ausência do atacante Rafael Sóbis, descartado deste confronto com a equipe baiana.

"Quanto ao Sóbis, ele sempre foi um profissional exemplar, que nunca incomodou, sempre se empenhou nos treinamentos. Foi opção minha. Eu não trouxe nem o Sassá para o jogo para dar um tempo maior ao Raniel para jogar no setor dele. É uma demonstração de que estamos vendo todo mundo, projetando para o ano que vem. Mano e eu estamos bem linkados, procurando fazer o melhor para o Cruzeiro", reforçou o auxiliar.

O time cruzeirense foi escalado nesta quarta-feira com Rafael; Ezequiel, Manoel, Léo e Patrick; Lucas Romero, Lucas Silva, Robinho e Rafinha; David e Fred. No decorrer do duelo, Sidnei promoveu as entradas de Ederson, Raniel e Laércio.

E, mesmo com uma formação bem diferente da considerada titular atualmente, a equipe mineira derrotou o Vitória com facilidade no Mineirão, onde no domingo o time voltará a jogar, desta vez contra o Flamengo, às 17 horas, pela penúltima rodada do Brasileirão.

"Foi um jogo que nós procuramos a vitória desde o início. A equipe propôs o jogo, enfrentamos um adversário com proposta de defender bem, encurtar as linhas e surpreender no contra-ataque, numa jogada individual, mas nós conseguimos ficar com a bola, procurar sempre ter três do lado para fazer triangulação e ter apoio na passagem de algum dos atletas. Nisso a equipe foi brilhante desde o início. Poderíamos ter alcançado um placar até maior, mas 3 a 0 foi um placar que satisfez bastante a nós. Os jogadores estão muito felizes, e a gente também, por ter trocado alguns atletas, ficamos mais felizes ainda. A vitória foi com muitos méritos", ressaltou o auxiliar cruzeirense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.