Bom entrosamento de zagueiros anima técnico dos EUA

A lesão do zagueiro e capitão da seleção norte-americana, Carlos Bocanegra, assustou a princípio o técnico Bob Bradley. Com uma lesão no tendão, o jogador do Rennes, da França, ainda não jogou na Copa das Confederações e ainda é dúvida para a semifinal contra a Espanha. A sintonia da nova dupla de zaga, formada por Jay DeMerit and Oguchi Onyewu, no entanto, começa a deixar Bradley um pouco mais confiante.

AE-AP, Agencia Estado

22 de junho de 2009 | 15h42

"Eles estão muito mais sólidos atrás. Há ainda alguns momentos em que penso que perderemos a linha facilmente. O entendimento entre Jay e Gooch parece às vezes que não funcionará perfeitamente, mas é notável o quanto eles estão melhorando", afirmou o treinador.

Além da dupla de zagueiros, os laterais Jonathan Spector and Jonathan Bornstein tiveram neste domingo atuação fundamental à classificação dos Estados Unidos. Autor do gol da classificação, o volante Dempsey comentou a jogada de Spector. "Ele mandou uma grande bola e eu me posicionei do lado direito do zagueiro. Usei meu corpo para ganhar um pouco de espaço e tentei colocar a cabeça na bola".

Mas apesar de ter feito o gol da classificação, Dempsey revelou que não imaginava que os Estados Unidos ainda pudessem se classificar. "Eu não sabia da possibilidade de entrarmos. Isto só ocorreu depois que o técnico mencionou. Nós realmente queríamos o fim da partida apenas porque tivemos uma boa atuação".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa das ConfederaçõesEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.