Rafael Ribeiro / vasco.com.br
Rafael Ribeiro / vasco.com.br

Bom rendimento defensivo satisfaz Vasco no início da temporada

Time cruzmaltino venceu a quarta partida seguida nesta quarta-feira, ao derrotar a Portuguesa-RJ

Redação, Estadão Conteúdo

31 de janeiro de 2019 | 09h41

Mais do que os 100% de aproveitamento na Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, o que está deixando o técnico Alberto Valentim satisfeito com o começo da temporada do Vasco é o bom rendimento do sistema defensivo. Com apenas dois gols sofridos em quatro jogos, o time tem a defesa menos vazada da competição ao lado de Fluminense e Bangu, que só disputou três partidas.

"Temos que continuar com a mesma pegada, em relação aquilo que pedimos de fase defensiva. Espírito guerreiro para marcar e quando jogar, fazer com qualidade, independente de quem começar o jogo. Misturamos bem e isso mostra que o elenco está pronto para quando tiver a oportunidade, aproveitar ao máximo", afirmou Valentim.

Para 2019, o Vasco manteve a sua dupla de zaga titular de 2018, com Werley e Leandro Castán, ainda que tenha testado Ricardo Graça e Luiz Gustavo, mas mudou as laterais. O clube se reforçou com Cláudio Winck e Raúl Cáceres, ambos para a direita, e Danilo Barcelos, para a esquerda.

O bom rendimento da defesa só não é melhor porque o Vasco foi vazado duas vezes na partida contra o Volta Redonda. E nos outros três compromissos, o setor passou incólume, incluindo o duelo da tarde de quarta-feira, quando venceu a Portuguesa por 1 a 0.

Com isso, o Vasco chegou aos 12 pontos, em primeiro lugar no Grupo B da Taça Guanabara e já classificado às semifinais. O time voltará a jogar no sábado, em clássico com o Fluminense, no Mané Garrincha. Valentim evitou revelar se vai poupar alguns titulares nesse compromisso, como fez diante da Portuguesa.

"Coloquei os jogadores, claro, obedecendo a parte técnica, tática, podem render mais fisicamente. Até porque perderemos um dia de recuperação para o clássico, já que vai ser sábado e não domingo", disse o treinador vascaíno.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.