Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Bom Senso F.C. pede que reunião com Globo e CBF seja adiada

Jogadores argumentam que alguns atletas não podem comparecer ao compromisso

Gustavo Aguiar, Especial para o Estado de S. Paulo

14 de outubro de 2013 | 16h37

SÃO PAULO - O Movimento Bom Senso F.C. pediu à comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados o adiamento da reunião que irá discutir as condições de trabalho impostas aos jogadores de futebol durante os torneios nacionais. Em nota publicada na página do grupo no Facebook, os integrantes argumentam que jogadores não poderiam comparecer à audiência por estarem concentrados para os 'jogos decisivos', conforme explicam, que serão disputados pela Copa do Brasil e pela Copa Sul-Americana nas próximas semanas.

 

O encontro, previsto para ocorrer na próxima quarta-feira, 21, em Brasília, busca um acordo entre atletas, representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), da TV Globo e do Ministério do Trabalho sobre o calendário do futebol apresentado pela CBF para o ano que vem. Outras reivindicações do grupo são rediscussão dos horários dos jogos, definição de férias de 30 dias corridos, pré-temporada com, no mínimo, quatro semanas e participação dos atletas nos conselhos técnicos das entidades de administração desportivas.

 

Na semana passada, o integrantes do Bom Senso F.C. entregaram à CBF um dossiê contendo as principais reivindicações do grupo. O movimento tem o apoio dos deputados José Rocha e Romário, que requereram a reunião. Romário declarou, na ocasião, que o calendário proposto pela CBF fere as leis trabalhistas. Ainda não há uma nova data para que a audiência ocorra.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBom Senso FCCBF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.