Bombeiros vetam Brinco de Ouro para jogo do Guarani

A fase do Guarani é péssima, mas sempre dá para piorar. Além de ser o penúltimo colocado do Grupo B da Série C e correr sérios riscos de um rebaixamento histórico, o clube ainda não poderá mandar a partida contra o Juventude, segunda-feira, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

Estadão Conteúdo

27 de agosto de 2014 | 19h13

O confronto seria com os portões fechados, por conta de uma punição que o clube recebeu devido a uma briga entre torcidas organizadas, no primeiro turno da competição. Mas o alvará do Brinco de Ouro venceu e o Corpo de Bombeiros não liberou o estádio para essa partida.

Assim, o Guarani irá mandar o jogo da próxima segunda-feira no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, ainda com os portões fechados.

O Corpo de Bombeiros já havia realizado uma vistoria no Brinco de Ouro, quando passou para o clube as melhorias que deveriam ser feitas. A diretoria, no entanto, não fez o que foi pedido. Agora, portanto, o Guarani não poderá mandar o jogo no seu estádio, o que pode complicar a situação na Série C.

O Guarani precisa vencer o Juventude para continuar sonhando com a permanência na Série C. Penúltimo colocado com 12 pontos, a equipe de Campinas briga com São Caetano, com a mesma pontuação, e Duque de Caxias, lanterna com seis pontos, para fugir da zona do rebaixamento.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuaraniSérie C

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.