Andrzej Iwanczuk/AFP
Andrzej Iwanczuk/AFP

Boniek tenta minimizar pressão em Lewandowski, mas o compara com Messi e CR7

Presidente da Federação polonesa afirma que seu jogador é 'o melhor camisa 9 do mundo'

Estadão Conteúdo

23 Junho 2018 | 11h18

Um dos principais jogadores da história da Polônia e atual presidente da Federação de Futebol do país, Zbigniew Boniek, minimizou a pressão que existe em cima do centroavante Robert Lewandowski. De acordo com ele, grandes jogadores precisam saber lidar com essa situação.

"Há muita pressão em cima dele? Não acho. Sempre as estrelas sofrem mais pressão. Em Portugal é o Ronaldo, na Argentina é o Messi e na Polônia é o Lewandowski. Estamos falando de quem eu considero o melhor camisa 9 do mundo", afirmou em entrevista ao site da Fifa.

Lewandowski passou a ser cobrado na Copa do Mundo após passar em branco no jogo de estreia, na derrota por 2 a 1 para Senegal pelo Grupo H. Na coletiva após a partida, ele reclamou que a bola não chegou e dos vacilos do sistema defensivo. Agora, neste domingo, o camisa 9 tem a chance de se redimir em duelo contra a Colômbia, às 15h (de Brasília), em Kazan.

 

"O fato de ele não ter marcado contra Senegal não me incomoda. Ele pode marcar ainda muitos gols aqui na Rússia", prosseguiu Boniek. O dirigente, no entanto, reconheceu que na primeira partida o time todo, de uma maneira geral, não foi bem.

"Jogamos mal. Fomos muito sistemáticos, fácil de ser marcados e nossos alas não tiveram muita função. Definitivamente não foi nosso dia. Mas precisamos esquecer isso e focar na Colômbia. Eles estão na mesma situação. Espero que a gente jogue muito melhor do que na estreia", comentou o dirigente.

A Colômbia também tropeçou em seu primeiro jogo na Rússia e perdeu por 2 a 1 para o Japão. Com isso, as equipes chegam para a partida deste domingo precisando da vitória para seguirem vivas com chances de classificação.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.