Borges brilha e São Paulo derrota Grêmio Barueri no Morumbi

Atacante marca os dois gols da vitória por 2 a 1 e coloca o clube novamente entre os 4 melhores do Paulistão

André Rigue, estadao.com.br

12 de março de 2008 | 21h31

Mesmo sem apresentar um bom futebol, o São Paulo derrotou o Grêmio Barueri na noite desta quarta-feira no Estádio do Morumbi por 2 a 1, em duelo válido pela 14.ª rodada do Campeonato Paulista. Com o resultado, o time do técnico Muricy Ramalho foi para 26 pontos (61,9% de aproveitamento) e retornou à zona de classificação para as semifinais. Veja também: Classificação Calendário / Resultados Carlos Alberto festeja 1.ª partida completa no São Paulo Bate-pronto - Um 'bad boy' em busca da redenção Ouça os gols da vitória do São Paulo Muricy teve problemas para armar o time. O treinador não pôde contar com o atacante Aloísio, que cumpriu suspensão por ter sido expulso contra a Portuguesa, com o zagueiro André Dias e com o volante Fábio Santos, ambos machucados. Além disso, Miranda atuou gripado no setor defensivo com Juninho e Richarlyson - este improvisado. Com um "esforçado e ainda desentrosado" Carlos Alberto no meio-campo, o São Paulo teve muitas dificuldades para furar o bloqueio do Barueri - o técnico Márcio Araujo adotou a retranca e escalou apenas um atacante (Pedrão), com seis homens no meio e três na zaga. A única arma ofensiva do time, novamente, foi a bola aérea de Jorge Wagner. No entanto, os cruzamentos não surtiram efeito e o gol do São Paulo só saiu graças à boa pontaria do atacante Borges. Aos 23 minutos do primeiro tempo, o jogador gingou o corpo na entrada da meia-lua da grande área e acertou uma bomba com o pé esquerdo no ângulo do goleiro Renê, um golaço.São Paulo2Rogério Ceni; Juninho, Richarlyson e Miranda    ; Joilson (Dagoberto    ), Hernanes, Zé Luis, Carlos Alberto (Júnior) e Jorge Wagner; Borges     e AdrianoTécnico: Muricy RamalhoGrêmio Barueri1Renê; Max Carrasco     (Amaral), Renato Santos e Diego; Marcos Pimentel, Rodrigo Pontes, Flávio    , Júlio César (André Neves), Alex Maranhão (Guaru    ) e Márcio Careca; PedrãoTécnico: Márcio AraújoGols: Borges, aos 23 minutos do primeiro tempo; Pedrão, a 1 minuto, e Borges, aos 42 minutos do segundo tempoÁrbitro: Marcelo RogérioRenda: R$ 48.681,00Público: 5.936 totalEstádio: Morumbi, em São PauloCom o gol, Borges assumiu a artilharia do São Paulo no Paulistão. Ele deixou para trás o atacante Adriano, que mais uma vez teve uma atuação apagada e pouco contribuiu para o ataque tricolor. Num jogo em que o time precisou que seus craques desequilibrassem, Adriano pouco apareceu. Mesmo com um futebol burocrático, o São Paulo fechou o primeiro tempo em vantagem. Contudo, logo a um minuto da etapa complementar, o time foi surpreendido pelo contra-ataque do Barueri. Pedrão invadiu a área e tocou na saída de Rogério Ceni - o atacante marcou seu 10.º no campeonato e assumiu a artilharia ao lado de Otacílio Neves, do Noroeste. Para reverter a situação, Muricy colocou Dagoberto em campo. O jogador teve uma boa chance para marcar aos 24 minutos, mas não levou sorte ao chutar no corpo de Márcio Careca. O Barueri, por sua vez, também perdeu algumas oportunidade, com Guaru e Pedrão - Ceni teve muito trabalho. Mas o iluminado da noite foi Borges. Aos 42 minutos, o atacante recebeu passe de Adriano, invadiu a área e, com um carrinho, empurrou a bola para o gol de Renê. O resultado não só aliviou a pressão no Morumbi, como também deu um pouco mais de ânimo para o clássico contra o Palmeiras, que acontecerá neste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.