Borges desencanta e São Paulo reassume a terceira posição

Time são-paulino não joga bem, mas atacante garante vitória por 2 a 1 diante do Paulista, no Morumbi

Alan Rafael Villaverde, estadão.com.br

21 de fevereiro de 2008 | 21h21

Ainda não foi o futebol esperado, mas a torcida do São Paulo tem muito a comemorar na noite desta quinta-feira com a vitória por 2 a 1 diante do Paulista, no Morumbi, em partida válida pela 10.ª rodada do Campeonato Paulista.Veja também: Classificação Calendário / Resultados  Rogério Ceni está preocupado com o time do São Paulo São Paulo confirma a contratação de lateral do Noroeste Kléber Pereira marca dois e Santos bate o Guarani por 3 a 1Com dois gols de Borges, o São Paulo chegou aos 19 pontos e reassumiu a terceira colocação da competição, voltando a configurar entre os classificados às semifinais. De quebra, a equipe fica mais tranqüila para a partida de domingo, quando enfrenta o Noroeste, que marca o retorno do atacante Adriano. Além disso, o técnico Muricy Ramalho pode ter encontrado um lateral-direito, após a boa partida do volante Zé Luís por tal setor.Se a vitória tranqüiliza o São Paulo, o mesmo não pode ser dito sobre o Paulista, que vinha de duas vitórias consecutivas, mas agora conhece seu primeiro revés sob o comando do técnico Giba. A equipe de Jundiaí continua com 11 pontos, numa situação delicada.Contando com dois zagueiros, sendo que Zé Luís jogava como um 'falso' zagueiro, com liberdade para descer pela direita, ajudando Rafinha, o São Paulo dominou os primeiros 20 minutos de jogo, e não encontrou dificuldades para abrir o marcador logo aos oito minutos, quando Zé Luís cruzou na medida para a conclusão de cabeça de Borges.Aos poucos, o meio-campo são-paulino foi sucumbido pela marcação do Paulista que, adiantando seus jogadores, pressionou a defesa são-paulina, chegando ao empate aos 25 minutos, numa falha do goleiro Rogério Ceni. O atacante neto Baiano cobrou falta com violência e o goleiro são-paulino defendeu, mas a bola foi para dentro da pequena área; melhor para Diego Padilha, que marcou o gol.Desatento em campo, o São Paulo quase levou o gol da virada no minuto seguinte, numa saída equivocada do goleiro Rogério Ceni que, aos 29, consertaria o erro com uma bela defesa no ângulo esquerdo, após chute de Thiago Fraga.A ineficiência do meio-campo são-paulino fez com que Muricy Ramalho mudasse sua tática para o começo do segundo tempo. Assim, Carlos Alberto entrou no lugar do estreante Rafinha, deixando Zé Luís como lateral. Logo depois, Aloísio, machucado, saiu para a entrada de Hugo.  São Paulo2Rogério Ceni; Rafael (Carlos Alberto), Juninho, Miranda e Richarlyson    (Reasco); Fábio Santos, Zé Luis    , Hernanes e Jorge Wagner    ; Borges e Aloísio (Hugo)Técnico: Muricy Ramalho Paulista1Adinam; Bruno Ribeiro, Réver, Diego Padilha e Eduardo; Thiago Fraga, Jairo, Marco Aurélio (Everton    ) e Ricardinho (Júlio César); Tiago Tremonti (Devas    ) e Neto BaianoTécnico: GibaGols: Borges, aos 8; Diego Padilha, aos 25 minutos do primeiro tempo; Borges, aos 29 minutos do segundo tempoÁrbitro: Robério Pereira PiresRenda: R$ 76.505,00Público: 5.098 pagantesEstádio: Morumbi, em São Paulo, SPTais alterações surtiram efeito e o São Paulo dominou os 10 primeiros minutos, tendo quatro chances em apenas dois minutos. Atento, o goleiro Adinam evitou o gol em duas delas, enquanto o travessão evitou o gol contra do zagueiro do Paulista, aos sete minutos.O bom momento são-paulino foi ofuscado por uma bela jogada de Neto Baiano aos 16 minutos. O atacante aproveitou o chutão para frente e, com um toque de classe, encobriu o goleiro Rogério Ceni, mas a bola caprichosamente bateu no travessão.E, quando tudo parecia encaminhar para um empate sofrido em casa, Zé Luís novamente desceu pela direita como lateral e cruzou na medida para o atacante Borges, que desviou o suficiente de cabeça para vencer o goleiro Adinam e marcar o gol da vitória são-paulina.Agora, o São Paulo se prepara para enfrentar o Noroeste neste domingo, novamente no Morumbi, que remarca a volta de Adriano. Depois, o pensamento é a estréia na Libertadores, que acontece na próxima quarta-feira, diante do Atlético Nacional, de Medellín, na Colômbia. Já o Paulista volta a jogar apenas na próxima terça-feira, às 19h30, diante do Sertãozinho, em Jundiaí.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1São PauloPaulista EC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.