Borgetti não conseguiu nem dormir

Depois de marcar o gol que deu a vitória à seleção mexicana sobre o Brasil, domingo, em Hanover, o atacante Borgetti admitiu que nem conseguiu dormir na última noite. Mesmo porque, ele teve papel decisivo no jogo válido pela Copa das Confederações - além do gol, desperdiçou um pênalti, depois de fazer a cobrança três vezes.?Não consegui dormir. A adrenalina no corpo foi muito grande, fiquei pensando na partida?, revelou Borgetti nesta segunda-feira, ciente de que colocou sua seleção numa excelente posição. Afinal, após vencer o Brasil, o México garantiu sua vaga na semifinal da Copa das Confederações - joga com a Grécia na quarta-feira apenas para garantir o primeiro lugar do grupo.?Estou muito feliz de poder participar e de marcar o gol da vitória?, afirmou Borgetti, que tem 31 anos e joga no Santos Laguna, do México.Mas, apesar do gol, Borgetti teve um momento complicado na partida contra o Brasil. Ele até que marcou na primeira cobrança de pênalti, mas o árbitro mandou voltar. Na segunda, a bola parou na trave, mas o árbitro anulou novamente. E na terceira chance, o goleiro Dida defendeu. Sorte de Borgetti é que o México saiu com a vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.