Andres Larrovere / AFP
Andres Larrovere / AFP

Borja comemora chance e se torna 3º maior artilheiro do Palmeiras na Libertadores

Centroavante marcou o gol de empate no 2 a 2 com o Godoy Cruz pelas oitavas da Libertadores

João Prata, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2019 | 00h10

Borja recebeu nova chance no Palmeiras nesta terça-feira e demonstrou que ainda pode ser útil. Foi dele o segundo gol do time alviverde, que decretou o empate por 2 a 2 com o Godoy Cruz, na Argentina, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. O atacante se isolou como o terceiro maior artilheiro do clube no torneio, com 10 gols. Os principais são Alex (12) e Tupãzinho (11).

"Futebol é assim. Tenho que continuar trabalhando. Com vontade vamos fazer um grande jogo de volta. Sigo fazendo o que sei fazer. Ninguém esquece de jogar futebol. Só preciso de um pouquinho mais de confiança. Sigo Trabalhando", comentou o atacante.

Felipão mexeu na equipe em relação aos últimos jogos e mandou um time titular a campo com Raphael Veiga, Borja e Willian como novidades. Scarpa, Ramires e Arthur não ficaram nem no banco de reservas. Depois de sofrer no início do jogo e sair perdendo por 2 a 0, o time alviverde se acertou na parte final da primeira etapa e descontou com Felipe Melo.

"Tomamos o gol com cinco minutos. Estávamos dominando o jogo. Estávamos ganhando o campo. O segundo gol foi baque porque não merecíamos. Pagamos por erro, tivemos caráter de correr e com ajuda mútua conseguimos o empate", declarou Felipe Melo. 

A partida de volta acontecerá na próxima terça-feira, no Allianz Parque. Como na Libertadores tem a regra do gol fora de casa, o Palmeiras pode empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 que garante vaga para as quartas de final do torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.