Rodrigo Garrido/Reuters
Rodrigo Garrido/Reuters

Borja diz que Palmeiras está no caminho certo para ganhar Libertadores

Atacante elogia atuação contra o Colo-Colo, no Chile, e cita o trabalho coletivo do time como principal arma

O Estado de S. Paulo

21 de setembro de 2018 | 11h00

O atacante colombiano Miguel Borja, do Palmeiras, demonstrou nesta quinta-feira otimismo ao analisar o possível futuro do time na Copa Libertadores. Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Colo-Colo, no Chile, pelo confronto de ida das quartas de final, o jogador afirmou que a atuação mostra o quanto a equipe alviverde está forte e com chances de ir mais longe no torneio.

Borja descreve a campanha com a propriedade de ter sido campeão da Libertadores recentemente. Em 2016, o atacante se destacou e foi decisivo no título do Atlético Nacional, de Medellín. "Estamos jogando bem, graças a Deus. Estamos melhorando a cada dia. Fora de casa, conseguimos desempanhar bem, com o time equilibrado. Parabéns a todos. Estamos melhorando e felizes por isso", afirmou.

O atacante afirmou que a vitória sobre o Colo-Colo demonstra a força do Palmeiras para ir ainda mais longe. "O Colo-Colo é um time forte. Nós fizemos o gol com cinco, seis minutos e eles ficaram um pouco nervosos. É trabalho do time todo que está jogando bem. A cabeça tem de estar no lugar certo para passarmos à semifinal. Estamos perto de estar na final", comentou.

Borja não marcou na partida e continua como vice-artilheiro da competição, com oito gols, um a menos do que o colombiano Wilson Morelo, do Santa Fé. A equipe já está eliminada da Libertadores. O atacante do Palmeiras demonstrou estar contrariado ao ser substituído no segundo tempo, porém garantiu que a reação foi apenas de momento.

"É normal. A cabeça estava um pouco quente. Queremos o melhor para cada jogador, e sempre quero fazer gol, mas trabalhei para o meu time. O primeiro gol saiu de uma roubada de bola minha", citou Borja. O próximo jogo do Palmeiras será no domingo, contra o Sport, no Recife, pelo Campeonato Brasileiro.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.