Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Borja supera média de gols de Jesus no Palmeiras e sonha alto na Copa

Colombiano se apresenta em Bogotá confiante pela boa fase no clube e vira favorito à vaga no Mundial da Rússia

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2018 | 07h00

O atacante Miguel Borja se apresentou nesta segunda-feira cheio de orgulho e confiança à seleção colombiana para iniciar a preparação para a Copa do Mundo. O jogador do Palmeiras vai para a disputa final por vaga na Rússia respaldado pela alta média de gols atingida recentemente pela equipe, superior inclusive à do seu antecessor no cargo de centroavante, Gabriel Jesus.

+ Conselho do Palmeiras aprova alteração chamada 'Emenda Leila'

+ Podcast Palmeiras: Miguel Borja vira um grande desfalque

Os quatro gols nos dois últimos jogos deram a Borja a marca de 25 gols em 66 partidas pelo clube, uma média de 0,37. Os números de Gabriel Jesus estão pouco abaixo: média de 0,33 gols por jogo, ao marcar 28 vezes em 83 partidas pelo Palmeiras em duas temporadas.

Borja conseguiu superar os números do antecessor graças aos três gols marcados contra o Junior Barranquilla, pela Copa Libertadores. A atuação lhe valeu ainda sair na frente por vaga na seleção colombiana, pois enquanto o palmeirense se destacou no jogo e foi decisivo, o seu concorrente, Teo Gutierrez, marcou uma vez só e acabou eliminado da competição junto com o clube.

O atacante do Palmeiras está no grupo de 35 jogadores chamados pelo técnico José Pékerman para o início da preparação para o Mundial da Rússia. São nove atacantes, dos quais cinco devem ser cortados da lista final, de 23 nomes. Borja está cotado pela imprensa colombiana como um dos favoritos a integrar o grupo da Copa, assim como Falcao Garcia, Carlos Bacca e Luis Muriel. 

A Colômbia iniciou os treinos para a Copa em Bogotá, onde vai passar a semana. Na sexta-feira o elenco faz um treino aberto à torcida antes de embarcar para a Itália, onde dará continuidade à preparação. A tendência é a lista para a viagem ser reduzida de 35 para 27 jogadores, antes da relação final, em 4 de junho, conter 23 atletas. O zagueiro Yerry Mina também compõe o grupo.

Antes de chegar à Colômbia, o atacante do Palmeiras disse em entrevista ao site Futbol Red que as críticas recebidas no ano passado pelo rendimento ruim eram apropriadas. Em 2017 foram 10 gols em 43 jogos, um média de 0,23. Já neste ano, ao anotar 15 vezes em 23 ocasiões, a média quase triplicou e é de 0,65. "Sonho que Falcao García esteja no Mundial e eu ao seu lado. É um momento que espero viver", afirmou.

A comissão técnica do Palmeiras buscou nas categorias de base uma maneira de amenizar o desfalque de Borja nesse período pré-Copa. O técnico Roger Machado pediu para voltar a contar com dois garotos de 19 anos: os atacantes Fernando e Papagaio. 

Os dois estrearam pelo time no Campeonato Paulista, fizeram gols e ficam como opção para a reserva. A vaga de titular deve ficar com Willian.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.