Federico Gambarini/ EFE
Federico Gambarini/ EFE

Borussia Dortmund aceita punição que fechará 'Muralha Amarela'

Curva sul do estádio, com capacidade para 24.454 torcedores, ficará interditada

Estadao Conteúdo

13 Fevereiro 2017 | 13h30

O Borussia Dortmund anunciou nesta segunda-feira que aceitou a punição imposta pela confusão promovida por alguns dos seus torcedores na partida contra o RB Leipzig e manterá a curva sul do seu estádio, com capacidade para 24.454 torcedores e conhecida como "Muralha Amarela", fechada na próxima partida do clube como mandante no Campeonato Alemão.

O clube declarou que a decisão de também aceitar pagar a multa de 100 mil euros (aproximadamente R$ 330 mil) "baseia-se na nossa convicção de que não é possível nem significativo realizar um debate sobre um assunto 'razoável', 'necessário', 'adequado' ou 'perspicaz' discutir a punição do ponto de vista jurídico no contexto da atual atmosfera carregada emocionalmente".

Assim, o Borussia Dortmund manterá o mais conhecido setor do seu estádio fechado na partida do próximo sábado contra o Wolfsburg. "Também enxergamos o perigo de que a recusa da pena ou partes dela por parte do BVB (o Borussia Dortmund) poderia ser mal interpretada como a falta de condenação à má conduta dos torcedores. Esta impressão poderia ser fatal", disse o clube em seu site oficial.

A equipe afirmou, porém, que considera "desproporcional" o fechamento da curva sul do seu estádio por ser "uma punição coletiva contra 25 mil espectadores, dos quais a maioria esmagadora não pode ser culpada ou acusada".

A federação cobrou que uma punição fosse imposta após a exibição de cartazes ofensivos contra fãs, dirigentes e até o proprietário do RB Leipzig em partida do Campeonato Alemão disputada em 4 de fevereiro. Além disso, outros torcedores acenderam sinalizadores nas arquibancadas. Fora do estádio houve conflitos entre fãs dos dois clubes.

De acordo com a federação alemã, torcedores do Borussia Dortmund também causaram problemas nos jogos com Mainz e Hoffenheim, como mandante, e no duelo fora de casa com o RB Leipzig.

A federação destacou que não poderia impor punições pelos incidentes fora do estádio - vários torcedores do time visitante ficaram feridos em ataques com pedras e garrafas -, mas afirmou que o clube é o responsável pelo que ocorre dentro da arena.

O Dortmund já recebeu outra punição que fechou parte da "Muralha Amarela" por incidentes anteriores. O clube garante que toma iniciativas para reduzir a violência nos jogos, mas as últimas ocorrências mostram que o problema não está completamente resolvido.

No último sábado, cerca de 90 torcedores do Dortmund aparentemente com intenções violentas foram impedidos de viajar a Darmstadt pela polícia, que disse ter parado dois ônibus de fãs do clube com materiais que poderiam ser utilizados em uma briga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.