Nicolas Tucat / AFP
Nicolas Tucat / AFP

Borussia Dortmund anuncia Lucien Favre como seu novo técnico

Novo técnico, que estava no Nice, assina contrato até 2020 com o clube alemão

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2018 | 09h50

O Borussia Dortmund anunciou nesta a terça-feira a contratação do técnico Lucien Favre. O acerto representa um retorno ao futebol alemão para o treinador suíço, que chega sob a expectativa de revitalizar o time para que ele volte a brigar pelo título nacional.

+ Herói em 2014, Götze admite tristeza por ausência em convocação da Alemanha

+ Eintracht Frankfurt surpreende o Bayern e conquista a Copa da Alemanha

Com passagens por Borussia Mönchengladbach e Hertha Berlin, Favre trabalhou nas últimas duas temporadas no francês Nice e assinou um contrato válido até junho de 2020, explicou o Dortmund. "Ele é altamente considerado por nós pelas qualidades técnicas que ele demonstrou com um estilo impressionante, muitas vezes", disse o diretor esportivo do Dortmund, Michael Zorc, sobre o treinador de 60 anos.

Descrito pelo Dortmund como um "técnico exigente", Favre é elogiado na Alemanha por suas virtudes para construção de equipes, estratégias táticas e capacidade de tirar o melhor dos seus jogadores. Além disso, há a avaliação de que o Dortmund não exibiu seu pleno potencial na última temporada.

Favre teve sucesso no Nice, terminando em terceiro lugar no Campeonato Francês em 2017 e chegando perto de conquistar uma vaga na Liga Europa na temporada recém-encerrada. Ele salvou o Mönchengladbach do rebaixamento em 2011, antes de estabelecer o time entre os candidatos a conquistar vagas em competições europeias nas temporadas seguintes. Anteriormente, conduziu o Hertha ao quarto lugar no Campeonato Alemão.

O Dortmund esteve perto de assinar com Favre há um ano, para substituir Thomas Tuchel antes de contratar Bosz, que então estava no Ajax. Ele vai substituir Peter Stöger, que dirigiu o Dortmund na segunda metade da temporada após a demissão de Bosz. Apesar da inconstância, o time conseguiu se classificar para a Liga dos Campeões ao terminar o Alemão na quarta posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.