Borussia se apoia em retrospecto para duelo com Real

Mesmo com o bicampeonato do Alemão em 2010/2011 e 2011/2012 e o bom futebol mostrado nas últimas temporadas, o Borussia Dortmund entra no confronto das semifinais da Liga dos Campeões da Europa diante do Real Madrid tido por muitos como azarão. A fase de grupos do torneio, no entanto, mostrou que o Borussia pode surpreender, já que a equipe venceu os espanhóis em casa, por 2 a 1, e empatou fora, por 2 a 2.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2013 | 13h32

"Não tínhamos preferência de adversário. Aconteceu de ser o Real Madrid e estamos preparados. Nosso time não era considerado um dos favoritos no começo da Liga dos Campeões, mas depois que ganhamos do próprio Real Madrid na primeira fase passamos a ser respeitados por todos. Mostramos que não chegamos até esse momento por sorte. São dois, três anos conquistando títulos importantes e construindo uma forma de jogar envolvente", declarou o zagueiro brasileiro Felipe Santana.

O jogador foi o herói da classificação nas quartas de final, diante do Málaga. Na partida de volta, o Borussia perdia por 2 a 1 até os 45 minutos, resultado que selava sua eliminação. Marco Reus empatou no minuto seguinte e Felipe Santana fez o gol que garantiu a histórica vaga aos alemães.

Embalado, o zagueiro acredita que as dificuldades tornaram o Borussia merecedor da classificação à final. "Vai ser difícil, mas espero que no final desse duelo possamos estar comemorando com a nossa torcida a vaga na decisão. Por tudo que passamos, merecemos ser coroados com o título da Liga dos Campeões."

O técnico de Felipe de Santana no Borussia concordou com a análise do brasileiro. Jürgen Klopp não escondeu sua admiração pelo Real Madrid e admitiu que será um confronto muito difícil, mas também lembrou dos duelos na primeira fase para dizer que o time alemão pode chegar à decisão.

"Não tenho nenhuma necessidade de dizer que o Real Madrid é um adversário muito difícil. Mas também é verdade que de todos os três rivais possíveis nas semifinais (os outros eram Bayern de Munique e Barcelona) é o único que já derrotamos nesta temporada", declarou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.