Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Boselli diz que errou ao vir para o Corinthians: 'Me deve um montão de dinheiro'

Quatro meses após trocar o time do Parque São Jorge, atacante soma quatro gols e deu duas assistências em oito jogos

Redação, Estadão Conteúdo

01 de abril de 2021 | 11h32

Mauro Boselli está muito feliz no Cerro Porteño. Em oito jogos, o atacante argentino anotou quatro gols e deu duas assistências. Quatro meses após deixar o Corinthians, ele renasce no Paraguai. Mas não esconde que foi um erro acertar com os paulistas em 2019 e revela que o clube ainda não o pagou. "Me deve um montão de dinheiro."

Boselli revelou sua mágoa com a passagem de dois anos pelo Corinthians em entrevista ao site 90min. Ele definiu como uma escolha errada por não ter avaliado se seu futebol se encaixaria na maneira de o clube atuar. Quis apenas assinar e hoje se arrepende.

"Foquei muito no que era o Corinthians como instituição. A qualquer jogador brasileiro que perguntar em qual equipe quer jogar, vai responder Corinthians ou Flamengo. Eu senti isso na hora de tomar a decisão e, talvez, me equivoquei um pouco", admitiu.

O argentino assume que devia ter ido com menos sede ao pote quando soube do interesse corintiano. "Nesse momento, não olhei que forma de jogar tinha a equipe. Ou que estilo combinava melhor com meu futebol", disse. "Errei na hora de escolher o clube. Se você me perguntar hoje, eu tomaria a mesma decisão, porque o Corinthians é magnífico", elogiou. "Não somente em relação à estrutura, que é espetacular, mas também à torcida e tudo que move o Corinthians. Meu erro foi na escolha. Eu não me encaixava no estilo de jogo do time. Isso dificultou as coisas para mim."

O centroavante jogou pouco sob a direção de Fábio Carille. Mas dava a volta por cima com a chegada de Thiago Nunes. Ganhava espaço e vinha marcando seus gols, até sofrer uma fratura na face. O técnico caiu e com ele se foram suas oportunidades. Dyego Coelho e Vagner Mancini jamais mostraram entusiasmo com o atacante, que passou os últimos meses do contrato encostado.

"Ao final, foi bom para mim (deixar o Corinthians). Hoje o tempo me deu razão, estou numa equipe em que me sinto cômodo e desfrutando do futebol", ponderou. Mas ele ainda não vai tirar o Corinthians de vez da mente enquanto não receber tudo o que tinha de direito. "O Corinthians ainda me deve um montão de dinheiro. Estamos vendo uma forma de poder saldar essa dívida."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.