Bota não quer jogar na Vila Belmiro

A diretoria do Botafogo-RJ anunciou hoje que não aceita jogar a segunda partida da semifinal do Torneio Rio/SP, contra o Santos, na Vila Belmiro. Os dirigentes cariocas alegam que o estádio santista não possui a capacidade mínima exigida pela organização do torneio, de 26 mil torcedores. Na verdade, a restrição ao estádio, é apenas uma retaliação. Os botafoguenses entendem que foram prejudicados na partida de ida, realizada quarta-feira, no Maracanã, que terminou empatada em 2 a 2. Para o Botafogo, o árbitro paulista Claudio Abade não marcou um pênalti de Claudiomiro (Santos) em Donizete e ainda anulou um gol legítimo de Rodrigo, aos 47 minutos do segundo tempo. Em caso de novo empate, a vaga na final será decidida na cobrança de pênaltis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.