Bota-SP não quer depender só da sorte

Apesar da boa campanha dentro do Campeonato Paulista da Série A-1, o técnico Lori Sandri, do Botafogo, está preocupado com as chances de vitórias desperdiçadas pelo seu time. Na verdade, ele tem medo que a sorte o abandone depois de conquistar três pontos extras na cobrança de penalidades máximas. "Uma hora a sorte acaba e perdemos pontos importantes. Então, o melhor, é buscar mesmo as vitórias no tempo normal, evitando os pênaltis", afirma o técnico, que avalia como muito boa a campanha do time neste início de Paulistão. O Botafogo tem 10 pontos ganhos, ocupando a sétima posição geral. O herói dos últimos jogos foi o goleiro reserva Doni, que tem substituído ao titular Maurício, com uma contusão muscular nas costas. O mais jovem goleiro da Série A-l, com apenas 21 anos, defendeu pênaltis contra a Ponte Preta e Rio Branco, garantindo dois pontos extras. O primeiro deles foi conseguido contra o Palmeiras, após empate de 3 a 3. Para o técnico do Botafogo, o time já ganhou confiança atuando no estádio Santa Cruz. Tanto que em abril pode completar um ano sem perder diante de sua torcida.O próximo jogo do Botafogo será contra o União Barbarense, domingo, em Santa Bárbara d´Oeste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.